Com sede em Sevilha, o berço do Flamenco

Royal Symphonic Orchestra of Seville

A Royal Symphonic Orchestra de Sevilha, apoiada pelo Governo do Sul de Espanha e a Câmara Municipal de Sevilha, fez a sua estreia em 1991 e tornou-se uma referência na Andaluzia e Espanha, tendo conquistado uma posição de destaque no panorama sinfónico nacional e internacional. Em 1995 o rei Juan Carlos I concedeu-o com o grau real.

Pedro Halffter é o atual Diretor Artístico e anteriormente VjekoslavŠutej (desde a sua criação até 1996), KlausWeise (1997 a 2000) e Alain Lombard (2001 a 2003). A atividade sinfónica é focada na música espanhola – peças de Falla, Albeniz, Turina, Castillo, Zarzuela, etc., recuperando obras que não costumam ser executadas, como bandas sonoras de filmes originais, além de repertório tradicional, contemporâneo e de ópera. A orquestra participa em eventos institucionais, além de turnés nacionais e internacionais, gravações de rádio e televisão, especialmente com músicas de compositores sediadas na Andaluzia ou ligadas à área de caráter tradicional e popular.

Pode também gostar

Espetáculos