Shakespeare Flamenco

Photos from Craiova International Shakespeare Festival

Photos from Gdansk Shakespeare Festival

Pela primeira vez, uma das peças mais icónicas de Shakespeare torna-se num espetáculo flamenca. Hamlet é uma história fascinante sobre temas como a família, a vingança, o poder e o homicídio. Estes aspetos fazem com que o espetáculo seja intenso e passional, contribuindo desta forma a enriquecer este tipo de arte. E não só com a dança de flamenco, mas também com a participação do coro local, que faz com que seja um redemoinho de intriga, mistério e tragedia, e traga outro componente a este espetáculo.

Hamlet foi escrito pelo dramaturgo inglês William Shakespeare entre os anos 1599 e 1601. O seu enredo e os seus personagens se tem tornado numa obra de renome geração trás geração ate o ponto de a fazer eterna. Por isso esta história combina tão bem com o flamenco e a sua expressividade.

A tragedia é ambientada na Dinamarca e conta a história do jovem príncipe Hamlet, quem decide vingar a morte do seu pai depois de que seja matado pelo seu irmão. Já se pode ver que o enredo é perfeito por uma rendição flamenca, devido à intensidade dos temas. Os diferentes estilos da dança flamenca capturam com grande sucesso as caracterizações desta história, por exemplo como os movimentos do personagem epónimo comparam com os da Ofélia.

Dado que Hamlet se centra nos testes e nas frustrações do protagonista, o uso do flamenco atrai muita atenção a este personagem individual. Há muitos momentos durante o espetáculo nos que o ator que interpreta o papel de Hamlet ocupa o centro do palco. Com a sua espetacular dança flamenca, junto ao inquietante canto do coro do fundo, cria-se uma atmosfera particularmente desconcertante que resulta cativadora para o público.

A relação entre o personagem principal e Ofélia é da vital importância para esta peça: Hamlet e Ofélia experimentam uma conexão um pouco difícil e quando Ofélia expressa o seu amor por Hamlet, o seu pai tenta evitá-lo. Este da uma ideia do controlo que tinham os homens sobre as mulheres nesta época. As sequências de dança que representam este controlo enfatizam este facto, contribuindo à angústia da personagem de Ofélia, o que conduz posteriormente à sua morte. Há uma serie de cenas muito íntimas entre Hamlet e Ofélia que se destacam pelo uso de encenação, música, coro, trajes e iluminação. Os diferentes estilos do flamenco realizados pelos bailarinos que interpretam Hamlet e Ofélia transmitem com sucesso a diversidade de género entre os personagens.

Resulta surpreendente que nunca antes se tenha utilizado o flamenco para representar Hamlet, porque a combinação do enredo e este género de dança se complementam e ainda intensificam as emoções que provoca a peça. É inegável como este espetáculo consegue renovar a famosa história de Shakespeare e trazer um novo perspetivo ao público.

Pode também gostar

Espetáculos