Flamenco saxophone, Guitar & Contemporary dance

(Flamenco Machine Project)

Estamos perante uma nova produção emocionante e fresca formada por três artistas que unem o seu trabalho para criar uma fusão tão única e inovadora que, sem dúvida, fascinará o público. Este é um novo e apaixonante elenco artístico e musical que tem como objetivo romper fronteiras e criar um género completamente novo para espetadores de todo o mundo. Os três artistas deste espetáculo são: o saxofonista Gautama del Campo, o guitarrista e cantor Ezequiel Reina e o bailarino de flamenco contemporâneo Gero Domínguez. Estes artistas unem os seus talentos para criar uma nova e vibrante produção que desafiará as expetativas do que o público considera que é a música e a dança de flamenco. A síntese das suas habilidades artísticas pretende criar algo que o público não viu antes e que também não espera ver.   

Primeiro, o saxofonista del Campo é um dos músicos mais excelentes que existem atualmente, portanto é um honro e um privilégio que participe neste novo espetáculo. Criado numa família de músicos de Sevilha, os del Campo são muito conhecidos por ter fusionado o jazz e o flamenco, através das novas estéticas. O seu uso do saxofone alcança criar umas melodias emocionantes de grande intensidade, mas também suaves e emotivas. Portanto são poucos artistas capazes de criar efeitos tao dispares com um só instrumento. Ademais, o mais importante sobre del Campo como músico é a sua habilidade de assegurar que os seus públicos engajam com ele; eles requerem muita atenção e atenção critica, e é este aspeto mais desafiador dos seus espetáculos que o faz tão bem-amado. Também ganhou o Primeiro Premio ‘El Filón’ ao melhor instrumentista de flamenco no prestigioso Festival Internacional del Cante de las Minas de la Unión.

Ademais, precisamos conhecer o guitarrista e cantor de flamenco Ezequiel Reina. O reina é um músico multi-instrumentalista do renome que representa a tradição do flamenco na Andaluzia. Junto com o Gautama del Campo, produz música tão emocional e intensa que consegue manter o seu publico entregado ao longo do espetáculo. Dito doutra maneira, o efeito do saxofone, guitarra e canto quando se unem é deslumbrante. Semelhantemente ao del Campo, o Reina é criticamente celebrado além de ser popular num nível mais pessoal, portanto é muito emocionante que se vai juntar com este projeto inovador.

Além disso, destacar o bailarino de flamenco contemporâneo Gero Domínguez, quem contribui mais ainda à síntese das diversas manifestações artísticas. O Domínguez tem um talento incrível pela sua capacidade de adicionar um toque de emoção a cada um dos seus espetáculos, e assim quando todos os músicos unem, este seguramente vai tornar-se num dos espetáculos mais icónicos na história moderna do flamenco na Espanha. Não se pode negar que os três distintos elementos deste grupo vão levar uma energia e um dinamismo tão poderosos que vão cativar públicos, tanto a nível emocional como espiritual, durante décadas.

Finalmente, vale a pena notar que este espetáculo, quando se presente em certos festivais, contará com um instrumento particular e único, a “máquina da bússola”, que sem dúvida vai assegurar que o espetáculo destaca ainda mais. Este instrumento automatizado contribui um nível completamente novo e um som fascinante, dando mais profundidade e nuance ao trabalho dos outros três artistas. A máquina flamenca fornecerá todos os espetáculos com um sentido da coesão e unidade, que quer dizer que vai unir as três formas de flamenco, e também levar um ritmo flamenco subjacente ao som, que contribui a uma produção verdadeiramente inolvidável e estimulante para todos os públicos.

Este projeto da “máquina da bússola” já foi apresentado no festival flamenco global mais celebrado do mundo, a Bienal de Flamenco de Sevilla, no Teatro Lope de Veja. Graças a esta versão da máquina sem bateria y de dimensões um pouco mais reduzidas, agora é possível viajar com a “máquina da bússola” a qualquer parte do mundo, porque viaja como uma maleta faturada de dimensões normais. Gostaria de o programa no seu festival ou teatro?

Não perca a “máquina da bússola”!

Pode também gostar

Espetáculos